/* title to get the post title */ function getPageTitle() { global $wp_query; return get_post_title($wp_query->post->ID); } /* Add shortcode */ add_shortcode('page_title', 'getPageTitle');

A Caixa Geral de Depósitos, através dos Prémios Caixa Social 2021, vai apoiar um novo projeto da Mutualista Covilhanense destinado a combater e minimizar os impactos da Covid-19, que engloba um Gabinete Itinerante de Prevenção e Combate à doença, a realização de testes laboratoriais ao novo coronavírus e a testagem e instalação em casa de seniores de uma tecnologia capaz de monitorizar à distância parâmetros de saúde, como a temperatura ou a frequência cardíaca, e o próprio ambiente domiciliário (temperatura, gás, etc). Trata-se de um sistema que está a ser desenvolvido por um grupo de investigação do Departamento de Informática da Universidade da Beira Interior (UBI), o NetGNA – NetGNA – Next Generation Networks Apllications.

O anúncio dos vencedores foi feito a 20 de junho no jornal Expresso e nas plataformas online da entidade bancária, através dos quais foram divulgados os 34 projetos selecionados, entre 416 candidaturas a concurso. O projeto premiado da Mutualista Covilhanense chama-se “Cuidados de Proximidade – Saúde +” e foi contemplado com uma verba de 18 mil euros. “Este é um projeto focado sobretudo na área da prevenção e que abrangerá as zonas rurais do concelho da Covilhã”, explica Nelson Silva, Presidente da Direção da Associação, ao adiantar que, no caso do Gabinete Itinerante, “será acoplado ao serviço da Unidade Móvel de Saúde e de Apoio Psicológico e Social”. Este gabinete fará aconselhamento e terá ainda como funções a transmissão de informações relevantes à população.

Já os testes laboratoriais, serão efetuados em parceria com o grupo Germano de Sousa – Centro de Medicina Laboratorial. Quanto ao sistema a instalar nos domicílios de idosos, trata-se de uma tecnologia designada de Home Intelligence Assistent e que tem como objetivo melhorar a segurança e bem-estar da população sénior, um dos grupo de risco da Covid-19. Além disso, o projeto “Cuidados de Proximidade – Saúde +” inclui ainda reforço do acompanhamento psicológico nas aldeias, tal como dos cuidados de saúde que são já prestados pela Associação através da Unidade Móvel de Saúde. Atualmente, a Unidade Móvel de Saúde atua em 11 localidades do concelho: Trigais (Erada), Aldeia de São Francisco de Assis, Barroca Grande, Vale da Cerdeira, Casal de Santa Teresinha, Cambões, Minas da Panasqueira, São Jorge da Beira, Pereiro (Sobral de São Miguel), Verdelhos e Sarzedo.

A edição de 2021 dos Prémios Caixa Social foi antecipada com o objetivo de apoiar as entidades do setor social no combate, controlo, prevenção e resposta aos efeitos da pandemia. As candidaturas foram apreciadas por um júri independente, constituído por Maria José Ritta, Filipe Santos, Eduardo Graça, Viriato Soromenho Marques e Pedro Pita Rodrigues e presidido por Emílio Rui Vilar, Presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos.

Este é o terceiro prémio nacional arrecadado este ano pela Mutualista Covilhanense e o segundo relacionado com a pandemia, dado que no final de abril passado foi escolhido pela Fundação Calouste Gulbenkian, através da iniciativa “Gulbenkian Cuida”, para implementar um projeto, em curso, que inclui a realização de vídeo consultas médicas a partir do seu Centro Clínico, uma linha de contacto direta para apoio psicossocial, uma bolsa de voluntariado para auxiliar os seniores em tarefas como realizar compras no supermercado ou pagar contas e ainda a entrega gratuita de medicamentos ao domicílio pela sua Farmácia, entre outras ações.

Share This